Conselho Federal de Odontologia presta homenagem: Feliz Dia dos Pais

Neste 11 de agosto – Dia dos Pais –, o Conselho Federal de Odontologia (CFO) parabeniza todos os pais do Brasil, em especial aos profissionais da Odontologia que assumiram com amor, dedicação e afinco o papel da paternidade. Nesta data, a homenagem do CFO é destinada tanto para aqueles que se fazem presente no desenvolvimento dos filhos (as), quanto àqueles que deixaram importante legado de princípios e valores.

A homenagem faz referência, também, as mudanças nas manifestações afetivas dos pais na relação com os filhos, tendo em vista as transformações culturais, sociais e familiares. Nesse contexto, o CFO estende o “Feliz Dia dos Pais” para todos que assumiram o papel da figura paterna na estruturação familiar e que inspiram cuidados, seja por meio do vínculo genético ou do coração. O CFO encerra a homenagem com a citação da poesia de Bráulio Bessa aos pais, escritor e poeta cearense.

Dia dos Pais, um amor verdadeiro

“Talvez no primeiro toque, talvez no primeiro olhar, talvez na primeira vez que eu ouvi você falar; que eu segurei sua mão, que eu recebi atenção, pequeno, recém-nascido, eu não tive consciência e essa minha inocência lhe fez um desconhecido.

O tempo não muda os olhos, mas mudou o meu olhar. Passei a lhe conhecer, passei a lhe admirar e muito observador, observei que o amor é algo que se constrói. Ali eu tinha percebido que aquele desconhecido já era meu grande herói. Com o tempo acelerando eu cresci mais um pouquinho e é quando a gente acredita que conhece o caminho.

E você, Pai, insistia contra minha rebeldia me mostrando a direção; e o olhar do adolescente passa a lhe ver diferente: o Herói vira Vilão. E você tão paciente espera o tempo passar com a virtude do justo e o dom de perdoar. Me vê amadurecer e perceber que você é cuidado, é abrigo, é conselho, é proteção, e de repente o vilão vira o melhor amigo e o tempo, o tempo ainda acelera. Não volta, só vai pra frente. Resta guardar no passado e aproveitar o presente do seu lado. O futuro nem parece inseguro e o hoje, o hoje é intensidade.

O tempo não vai parar e um dia, sem avisar, o Amigo vira saudade. É aí que carne e osso se transformam em sentimento; dessa vez sim, o tempo para. E é justo nesse momento que aquele desconhecido jamais será esquecido. Um sentimento tão terno, um Amor que é de verdade e faz o que era saudade se transformar em eterno“. (Bráulio Bessa)

(Bráulio Bessa)
0
Seja o primeiro a comentar!
Escreva aqui seu comentário...