Ministério da saúde prevê trabalho conjunto com o CFO por valorização profissional e assistência de qualidade à população

Por Michelle Calazans, Ascom CFO

A pedido da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), do Ministério da Saúde, o Conselho Federal de Odontologia (CFO) recebeu nessa quarta-feira, dia 27 de fevereiro, a titular da pasta, Mayra Pinheiro, na sede da entidade, em Brasília/DF. A finalidade da SGTES, garantiu Mayra Pinheiro, é construir um trabalho conjunto com os conselhos profissionais na área da saúde para garantir a valorização desses profissionais, bem como assistência de qualidade à população, especialmente, em locais de difícil acesso e extrema pobreza.

A Secretária da SGTES afirmou que no momento é realizada uma série de visitas aos conselhos profissionais das 14 categorias do setor da saúde para deliberar e compartilhar, de forma conjunta, medidas, ideais e projetos. “A SGTES quer estudar a precarização de trabalho desses profissionais em âmbito nacional, além de criar projetos de valorização e requalificar a formação. Para isso, é preciso que estejamos todos juntos e que a SGTES seja um espaço comum para todas essas deliberações”, assegurou.

Mayra Pinheiro esclareceu, ainda, em continuidade à reunião realizada na semana passada no Fórum dos Conselhos Profissionais da Área da Saúde (FCFAS), que o plano de governo “Saúde Brasil” está em pleno desenvolvimento. “É importante deixar claro que o plano de governo destina atenção à saúde das pessoas que fazem parte da equipe multiprofissional. Nesse sentido, é válido construir uma carreira federal para os profissionais de saúde no âmbito da atenção primária”, garantiu.

Muito além de oferecer assistência de qualidade à população, explicou Mayra Pinheiro, é importante garantir reconhecimento, valorização e respeito dos profissionais da saúde. “Como os conselhos são representantes oficiais desses profissionais podem deliberar pela categoria na construção desses processos, principalmente no que diz respeito à formação. Precisamos determinar no âmbito das residências de odontologia e demais residências do setor saúde, marcos legais regulatórios para que possamos oferecer formação de qualidade”, pontuou.

Acerca dos cursos na área da saúde na modalidade de Ensino a Distância (EaD), a Secretária da SGTES afirmou, também, que é preciso discutir a abertura indiscriminada de instituições de ensino que ofertam cursos EaD na área da saúde. “A gente precisa barrar a liberação de cursos que formam profissionais que colocam em risco a vida das pessoas”, acrescentou.

O Presidente do Conselho Federal de Odontologia, Juliano do Vale, ressaltou que é importante e satisfatório receber representantes do Ministério da Saúde, principalmente com notícias acerca de planejamento que tenham esse olhar de valorização aos Cirurgiões-Dentistas, enquanto equipe multiprofissional da saúde, bem como do atendimento de qualidade à sociedade.

“Esse é um momento ímpar na Odontologia nacional, pois não tínhamos essa proximidade com as secretarias e departamentos do Ministério da Saúde. Hoje marcamos a ampliação desse importante diálogo. As propostas apresentadas pela Secretária da SGTES, de fato, refletem os anseios do CFO e da classe odontológica. A Diretoria do Conselho fica muito feliz em poder contribuir. Estamos à disposição para que essas propostas sejam consolidadas”, completou Juliano do Vale.

Representando o CFO, além do Presidente Juliano do Vale, também participaram da reunião o Vice-Presidente, Ermensson Luiz Jorge e o Tesoureiro, Luiz Evaristo Ricci Volpato. Por parte do Ministério da Saúde, além da Secretária do SGTES, Mayra Pinheiro, a reunião contou com a presença do Diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde (DEGES), Hélio Angotti Neto.

Fotos: Michelle Calazans, Ascom CFO / Priscilla Klein, NUCOM SGTES

0
Seja o primeiro a comentar!
Escreva aqui seu comentário...